TDN – 5 músicas para reviver os anos 1990!

tercadenostalgia2

As músicas abaixo estavam programadas para ontem, mas são tão antigas que o melhor lugar para elas é em um post de nostalgia. Se você cresceu nos anos 1990 vai reconhecer todas elas e vai sentir muuuuuuuuita saudade (tipo eu, cantando cada uma – não sei como eu ainda lembro! -). Ah, não é um top 5 definitivo, são apenas as que surgiram na minha mente quando pensei no post.

5 – Amigas (Chiquititas 1997-2003)

“Foi com elas que eu ri e chorei” ❤ Na época a gente achava que seria assim mesmo, amigas de infância para sempre, né? Eu até tive sorte (Algumas das minhas amigas estão comigo desde 1999), mas o tempo passa e as amizades de momento também. No mais, essa é para vocês, minhas amadas amigas (as de 1999, as do colégio, as da faculdade, as que eu conheci pela vida…TODAS)!

4 – Bambolê (É o Tchan)

Que atire a primeira sandália da Carla Perez quem nunca teve o bambolê do É o Tchan e não passou uma tarde dançando essa música com as amigas.

3 – Wannabe (Spice Girls)

Eu não entendia a letra, mas amava. As meninas mais velhas tinham aquelas pastas com fotos, adesivos e recortes de revista. E para grudar ainda mais na minha cabeça, as meninas de One Tree Hill fizeram uma pequena apresentação na festa de despedida do ensino médio.

2 – Anna Júlia (Los Hermanos)

Já falei sobre essa música aqui, então nada mais do que justo ela entrar no meu top 5 dos anos 1990. Eu só consigo lembrar dos intervalos da Fox Kids e morrer de saudade!

1 – …Baby One More Time (Britney Spears)

Também conheci nos comerciais da Fox Kids e foi amor à primeira vista! Digam o que quiser, mas a Britney é a rainha dos anos 1990 e reina até hoje ❤ ❤

Beijos,

novaassinatura

Anúncios

TDN – O Mundo Secreto de Alex Mack!

tercadenostalgia2

NOTA MEGATOPIMPORTANTE:

Antes de qualquer coisa, eu preciso responder uma perguntinha beeeeem básica: SIM, ESTOU VIVA!

Depois de colocar o resto da minha vida em dia, eu finalmente posso voltar para o site e continuar com as minhas divagações aleatórias, séries, comidinhas, livros, crônicas, contos…FINALMENTE está tudo no caminho certo para que a inspiração reine absoluta por aqui.

Aos poucos vou contando o que fiz nos últimos meses e o que tenho planejado para a metade restante de 2015. À quem ainda tá por aqui, junto comigo mesmo depois de 2.345 anos sem postagens, espero que goste das novidades. E à quem me abandonou (ou, no caso, sentiu-se abandonado), volta pra cá, vai? Pleeeeeease? Prometo que não vai se arrepender.

FIM DA NOTA MEGATOPIMPORTANTE!

Quem aí curtia a Fox Kids da década de 1990? Sim, eu estou falando sobre um monte de séries que deixam no chinelo qualquer produção atual do mercado televisivo para crianças e pré-adolescentes. No auge dos meus 9-10 anos, a rotina era bem simples: escola, Fox Kids, dever de casa, Fox Kids, lanche, brincar no play, Fox Kids, pedidos constantes de “posso assistir a Fox Kids só mais um pouquinho?” e dormir. Simples assim. Quanta saudade!

Alex Mack era uma das minhas favoritas e passava logo depois do almoço, de segunda a sexta (nos intervalos a gente cantava “Anna Júlia” do Los Hermanos umas mil vezes por dia). A série conta a história de Alexandra Mack, uma garota de 12 anos que se envolve em um acidente com um composto químico chamado de GC-161 e acaba desenvolvendo poderes que toda criança sonha em ter: telecinesia (mover objetos com a mente), controlar a eletricidade e virar uma poça d’água (esse parece uma besteira, mas pensa que você pode viajar em qualquer lugar ou até espiar as pessoas). Do desenrolar da série, Alex vai amadurecendo e descobrindo como conciliar seus poderes e sua vida de adolescente, sempre com a ajuda da irmã Annie (gênio da ciência) e de vários amigos (o principal deles é o Raymond, que está com ela desde o começo). Uma pena que quando eu comecei a assistir, lá em 2000, a série já havia sido cancelada há dois anos e o final é um duplo sentido que cabe ao espectador decidir o que realmente aconteceu.

Mas okay, chega de enrolação e deixa eu apresentar logo para vocês o “momento nostalgia” de hoje. Não vou fazer igual ao post passado (em que eu falei sobre meus episódios favoritos de Gilmore Girls – amo/sou Lorelai e Rory -), mas sim repassar um presente que eu ganhei recentemente (não se preocupem, esse é um presente que SUPER vale a pena compartilhar). No meu aniversário de 25 anos (#velha #umquartodeséculo #chatiada) o meu irmão resolveu traduzir e legendar alguns episódios das minhas séries favoritas de quando éramos crianças e me dar de presente (ele disse que a ideia é que eu nunca esqueça o que fazia a gente feliz quando tudo era mais simples #fofo #melhorirmaodomundo).

SIM! Alex Mack legendado para quem está querendo matar a saudade ou para quem nunca viu (e vai descobrir o que perdeu). Antes do play, cabem algumas ressalvas:

1 – NÃO tente racionalizar os diálogos e nem o enredo. A gente envelheceu, mas o episódio continua sendo para crianças.

2 – Para 1994 (ano de lançamento do episódio), os efeitos estão até legais, né?

3 – Eu não lembrava que a Annie era meio babaca com o resto do elenco kkkkkk.

4 – Boa viagem para 1994, APROVEITE!

Para habilitar a legenda basta clicar no “CC” ao lado da barra de volume e selecionar “Português”.

Assim que terminar, me diz o que achou do episódio, ok? Ah, e se você tiver alguma sugestão de série (até mesmo pra gente conseguir episódio + legenda), pode comentar aqui embaixo.

Beijos,

novaassinatura

Terça de Nostalgia – Gilmore Girls

tercadenostalgia2

TODO mundo sempre gosta de repetir que quem vive de passado é museu, né? Mas a questão é que o passado faz parte da gente, o passado é a única razão de sermos quem somos hoje. Com isso em mente, eu preciso te dizer que eu sou uma pessoa bem (beeeem mesmo) nostálgica. Eu gosto de ouvir músicas antigas, fazer maratonas de seriados que já foram cancelados, eu gosto de ver o mesmo filme umas 30 vezes, eu curto comer algo que me lembra de uma época boa e por aí vai… Assim, toda terça eu vou falar sobre coisas do passado que me marcaram e que eu ainda amo/odeio. E, na estréia de mais uma categoria, a gente vai conversar sobre Gilmore Girls.

Gilmore-Girls-gilmore-girls-336905_1024_768

O ano? 2002. A minha idade? 11 anos. A realidade? “Tal mãe, tal filha” no SBT. CAI O PANO! Foi assim que eu descobri uma das séries que marcariam a minha vida para sempre. Com suas referências quase sempre indecifráveis, seus diálogos rápidos (e ácidos!), suas piadas nos momentos certos e cenas que refletiam a vida real e o relacionamento entre uma mãe solteira e sua filha, Gilmore Girls tornou-se um reflexo para uma geração de garotas e suas mães.

A série conta a história do cotidiano da mãe solteira Lorelai Victoria Gilmore (Lauren Graham) e sua filha Lorelai “Rory” Leigh Gilmore (Alexis Bledel) que vivem no pequeno povoado fictício de Stars Hollow, em Connecticut, pequena cidade com personagens bem peculiares e localizada cerca de trinta minutos de Hartford. A série explora diversos assuntos como família, amizades, conflitos geracionais e classes sociais.

Para mim não foi muito diferente, é claro. Eu até acho que o meu amor pela série começou porque eu via a minha própria mãe na Lorelai. As brincadeiras, os conselhos, as brigas (algumas até beeeeeeeem parecidas), a amizade, a confidência…e por aí vai. “Tal mãe, tal filha” é exatamente o que eu vivo todos os dias, é cumplicidade, é carinho, é amor. Gilmore Girls é uma lembrança constante de que eu tenho a melhor amiga que eu poderia ter, a melhor companheira de séries, de novela, de jantar, de viagem, de faxina, de compras, de passeios, de praia, de correr atrás de um banheiro feito uma louca (não pergunte!), de andar eternamente por uma avenida sem saber onde vai terminar (de novo, não pergunte!), de comprar pijama combinando…a lista é infinita; assim como é infinito o meu amor por Gilmore Girls e pela minha Lorelai.

Abaixo deixo a lista com alguns dos meus episódios favoritos. E se você ainda não conhece essa obra prima da cultura pop, se joga no Google e assista TODOS os 154 episódios. Depois você me agradece! 😉

 episodiosgilmore

Um bom corredor é aquele em que você é beijada!

episodiosgilmore - Cópia (2)

Porque eu te amo, seu idiota!

episodiosgilmore - Cópia (3)

Ele é tão alto!

episodiosgilmore - Cópia (4)

Não pode chorar!

episodiosgilmore - Cópia (5)

You jump, I jump Jack!

episodiosgilmore - Cópia (6)

À minha mãe, que é TUDO para mim! (A minha também, Rory)

episodiosgilmore - Cópia (7)

Você não pode ficar sentando na cama das pessoas!

episodiosgilmore - Cópia (8)

Querida mamãe e papai, minha bolsa estourou. Nos vemos depois, Lorelai.

episodiosgilmore - Cópia (9)

Não vai embora, mãe!

episodiosgilmore - Cópia (10)

Ele é meu Dean!

episodiosgilmore - Cópia (11)

Eu odeio o Robert!

Por hoje é só. E mãe, caso você esteja lendo, não importa a onde você vai, eu SEMPRE vou te seguir (ou o contrário).

Beijos,

assinaturaemail