Primeira crônica do ano!

4681170140_8b6e2c1156_b

Tudo em excesso faz mal; corrói, vai perfurando aos poucos e transformando o que um dia foi bonito em uma situação de tristeza sem fim. Esse princípio se aplica a namorados, amigos, família e infinitas outras relações que fazem parte da nossa vida.

Às vezes, o ex-namorado fofo continua te ligando, te mandando mensagem, querendo te ver. Ás vezes, a(o) amiga(o) não consegue parar de reclamar da vida para você, tudo é motivo de lamentações, tudo é motivo para diminuir uma conquista sua (“mas isso é fácil” ou “eu já fiz melhor”) e ela(e) nem mesmo se importa se você está bem, só quer te usar para despejar frustrações e tentar se sentir melhor com o seu fracasso. Às vezes, seus pais estão tão frustrados na vida que te implicam uma condição constante de “você está perdendo tempo” ou “o curso que você escolheu é uma droga”.

Aí, em determinado momento, a gente está tão para baixo, que o ex-namorado possessivo se torna lindo e esse amor que ele sente por você é a única coisa que você tem. Aí, o amigo da onça é o único que não se afastou de você e continua te mandando energia (mesmo que negativa!), e você só quer contato com alguém, mesmo que seja alguém que não se importa com você. Aí, você começa a acreditar nas barbaridades que ouve sobre as suas escolhas e sobre a maneira como você pretende viver a sua vida. Você realmente se questiona se escolheu o curso certo, se está no emprego com mais futuro, se você deveria abrir mão de ser feliz profissionalmente pela segurança de uma coisa que não te desperta um brilho no olhar.

É claro que tudo no começo tende a ser a melhor experiência possível. Tudo é novo e o que você nunca viveu antes é a melhor experiência da sua vida. É exatamente aí que entram todas essas pessoas: na sua experiência de vida (e nada mais!).

Difícil, né? Eu sei… Eu, você, a minha melhor amiga, meu primo, sua colega de faculdade…TODO MUNDO SABE! São situações que fizeram ou farão parte da sua (da nossa) vida. Gente, por experiência própria, eu afirmo que não é legal se contentar o que os outros querem te oferecer. Não é legal buscar migalhas ou atenção de alguém que só quer te ver para baixo. Não é legal se escorar eternamente em um (dois, três e quantos mais desse tipo você estiver vivendo) relacionamento destrutivo “só porque é tudo o que você tem”. Não é legal sentir medo de dizer não!

tumblr_maewwgHfh41rze0a8o5_250

anigif_enhanced-buzz-19433-1347546841-15

Britney disse, tá dito: eu tenho que dizer não!

Gente, ninguém merece viver uma vida pela metade. Quando deixa de te fazer bem, é o momento de parar para refletir. Quando deixa de te fazer bem, é o momento de deixar para trás. Afinal, um círculo de energia negativa só vai te prender na pior versão de si mesma: aquela que abre o maior sorriso por fora, mas por dentro é um poço de infelicidade e angústias.

 E a partir do momento em que você decidir que merece mais, não vai ser difícil cortar laços que te prendem ao passado, que te fazem mal e que não te trazem nem um segundo de felicidade. Não vai ser difícil dizer ao misógino que te atormenta que ele deve parar porque você NÃO está mais interessada. Não vai ser difícil falar “olha, depois a gente conversa” sempre que a(o) tal amiga(o) chegar junto para bater um papinho sobre como a vida dela é um saco e sua é pior ainda. Não vai ser difícil sentar com os seus pais (e eu digo pais porque, para mim, são as únicas pessoas a quem você deve satisfação. Pelo menos enquanto morar sob o teto deles) e explicar que você agradece pelas preocupações, mas que você quer cometer os seus próprios erros.

5605093210_5fecb71c61_b

Então, tá esperando o que? Quando deixa de te fazer bem, é sua responsabilidade seguir em frente e decidir conservar apenas o que te motiva e o que te traz coisas boas. Ah, o que te faz bem só evolui para melhor e te acompanha nos erros, nos acertos e em todo e qualquer passo que você decidir dar. Isso sim é a melhor coisa da vida!

Hoje, exatamente 3 meses desde a minha última postagem, eu volto com uma crônica que vai marcar o início do ano para o “giumancini.com”. Vamos em frente! (Nada melhor do que ilustrar o post com a Brit kkkkkk)

P.S: Para fechar com chave de ouro:

[youtube:https://www.youtube.com/watch?v=AJWtLf4-WWs%5D

anigif_enhanced-buzz-8703-1347545139-7

Tchauzinho!

Beijos e seja bem-vindo 2015,

assinaturaemail

Anúncios